ALAGOAS

mundo

MENSAGEM SOLICITANDO CADASTRO PARA RECEBER AUXÍLIO BRASIL EM APLICATIVO É FALSA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Circula em grupos do WhatsApp uma mensagem sobre um suposto aplicativo para solicitação do programa Auxílio Brasil. A informação é falsa. Para ter acesso ao programa, as famílias precisam estar inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e se enquadrar nas regras do programa.

O texto que acompanha o link é semelhante a outros que já circularam, como o falso cadastro para Vale-gás, já desmentido pela editoria Alagoas Sem Fake. “O Governo Federal está liberando o Auxílio Brasil às famílias de baixa renda em decorrência do aumento excessivo da inflação, no valor de R$217/mês por família”, diz a mensagem.

A postagem utiliza uma imagem com o nome do programa, mas não é a identidade oficial. O texto direciona o leitor a um link onde supostamente poderia ser solicitado acesso ao programa. O endereço eletrônico utiliza artifícios como ter o termo “gov”, mas não é uma URL do Governo Federal.

Portanto, não é verdade que exista um cadastro para ter acesso ao Auxílio Brasil. De acordo com as normas do programa, todas as famílias que eram beneficiárias do Bolsa Família estão automaticamente contempladas, por isso não é necessário fazer qualquer tipo de inscrição.

O único meio de acesso ao novo programa é através do Cadastro Único (CadÚnico), que é realizado pelas secretarias municipais de Assistência Social. Como divulgou o Ministério da Cidadania, se enquadram no Auxílio Brasil as famílias em situação de extrema pobreza e famílias em situação de pobreza que cumpram determinados requisitos.

O ministro da Cidadania, João Roma, em entrevista ao programa A Voz do Brasil, destacou que não é necessário um novo cadastro. “Os beneficiários do Bolsa Família estão automaticamente contemplados com o Auxílio Brasil. Por isso, não é necessário fazer cadastro. Além disso, vamos buscar zerar a fila. Todos aqueles que estão no Cadastro Único do Governo Federal e são elegíveis ao programa, por se enquadrarem nas faixas de pobreza e extrema pobreza, serão incorporados. Já em dezembro a previsão é de que o pagamento chegue a 17 milhões de famílias”, informou.

Ou seja, quem está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família, pode receber o Auxílio Brasil, caso se enquadre nas regras. Se a família não está no CadÚnico, é necessário realizar o cadastro em um Centro de Referência de Assistência Social, que vai gerar o Número de Identidade Social (NIS), mas não há garantia para o recebimento do benefício.

Aplicativo

O valor do Auxílio Brasil informado pela mensagem que é compartilhada também não é verdadeiro. Os novos valores ainda não foram anunciados, no entanto, os já contemplados podem consultar o valor por meio do aplicativo oficial Auxílio Brasil, desenvolvido pela Caixa Econômica Federal e disponível para os sistemas Android (Google Play)e iOS (App Store). Diferente da função divulgada pela mensagem falsa, a plataforma permite apenas consultar o valor, a situação do benefício e o calendário de pagamento.

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas e outros temas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui para enviar agora.