Prefeito de Pariconha é condenado por emitir 24 cheques sem fundos: Moacir Vieira da Silva (PP) terá que devolver aos cofres públicos R$ 156 mil

<p align=

  • 1 de setembro de 2009
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O prefeito Moacir Vieira da Silva (PP) do município de Pariconha no alto Sertão do Estado, distante de Maceió 312 quilômetros foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado – (TCE) a devolver aos corres públicos recursos da ordem de R$ 156.230,66. O gestor ainda foi condenado a pagar uma multa no valor de R$ 3.242,00 em um prazo estabelecido de 30 dias, caso não apresente justificativas.

De acordo com o conselheiro Otávio Lessa, entre as irregularidades detectadas no exercício financeiro de 2006, estão compras sem licitação e a emissão de 24 cheques sem fundos além da apropriação indébita previdenciária de R$ 162.154,20.

Pariconha é um dos municípios mais pobres de Alagoas está localizado no alto Sertão do Estado localizado entre os municípios de Delmiro Gouveia e Água Branca. A principal atividade econômica do município está na atividade da agricultura familiar. Moacir Vieira é aliado político do deputado federal Benedito de Lira (PP).
 

Fonte: www.cadaminuto.om.br